Ocorreu um erro neste dispositivo

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

De volta à escolinha!!!

E cá temos o nosso rapaz de novo de volta à escolinha...e só lhe está a fazer bem porque já andava entediado e com falta do convívio dos coleguinhas. E os manos também estão de volta às aulas, tal como a mãe!!!

E aqui está a nossa pintura na parede do recreio do jardim, com o inconfundivél "Olá" do David

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

Partir a loiça toda!!!


E no que é que este rapaz andará a pensar?
Enquanto eu ando aqui às voltas a pensar na próxima exposição lá mais para o fim do ano e no inicio do ano lectivo, nos livros, nas escolas dos meninos, em analises, consultas, o preço da gasolina, a conta da luz...
O David anda a pensar em partir loiça! Já lá vão 4 pratos, 2 copos, 3 candeeiros e uma jarra numa loja.São ataques de fúria repentinos à hora do almoço porque este rapaz não tem paciência e não quer esperar, as coisas têm que estar prontas logo senão puxa das coisas e num ápice vão parar ao chão. Está cada vez mais traquinas o rapaz. Depois são as brincadeiras na cama da mãe, fica a pular e a bater com os pés na cabeceira da cama para fazer barulho mas às vezes acerta mais ao lado e lá se foram os candeeiros...não há condições, quando eu os vou agarrar já estão no chão. E depois fomos a uma loja comprar umas tintas e num piscar de olhos o David que estava ao colo do pai, já tinha alcançado uma jarra de uma prateleira e já se estava a rir à gargalhada com o barulho dos cacos no chão. Para ele é só um barulho divertido, ele adora deixar cair as coisas no chão para ouvir o som, para nós é que não é assim tão divertido...

A minha poesia

A minha poesia é vadia
É louca, é insana
Aos meus ouvidos assobia
A sua mensagem humana

A minha poesia é bravia
É de um pássaro uma asa
Um novelo que se desfia
E se espalha pela casa

A minha poesia é acalmia
Para o meu espírito em tempestade
É tudo o que eu queria
Para acalmar esta ferida chamada Saudade