Ocorreu um erro neste dispositivo

terça-feira, 9 de junho de 2009

Amo-te muito

E se o livro não se abrir
E as folhas não correrem
E se a chuva não cair
E se a porta se fechar
E o vento não soprar
E se a minha alma se cansar
Minhas lágrimas em teus sorrisos se vão partir
Meus suspiros em teus abraçinhos se vão fundir
Minhas tristezas em tua alegria se vão consumir
E se as pétalas não voarem
E os pássaros nas àrvores não cantarem
Se as nuvens não passarem
E as pedras em vão gritarem
E se o mundo fôr cruel
Por quem não sente nem compreende
O que é ser diferente
Eu estarei sempre contigo
Serei o teu abrigo
Sempre presente
Ainda que porventura ausente
E ainda que os rios não corram
E os mais puros desejos morram
E eu descobrir por fim que os beijos não voam
Nunca vou desistir de ti
Pois contigo descobri
O que é amar daqui até à Lua
E da Lua até aqui
Amo-te muito filho

3 comentários:

  1. Convido a visitar o post Que futuro teremos?.
    Trata de um assunto que merece ser comentado, com seriedade. O tema merece profunda reflexão.

    Bom Domingo
    Abraço
    João

    ResponderEliminar
  2. Liiindo liiindo liiindo Conceição!!!...
    Emocionou-me...

    Beijinhos para esse menino e para vocês.

    ResponderEliminar
  3. Mãe tudo faz por o seu filho,é lindo o que escreveu,estou a enviar aos meus contactos e sao muitos a pedir ajuda para o David, nao é a primeira vez que nos juntamos por causas, tenha esperança tudo se vai resolvendo aos p+oucos .beijinho de esperança.

    ResponderEliminar