Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.

quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

e a vida continua...


o David faz fisioterapia três vezes por semana,
terapia ocupacional duas vezes por semana
apoio educacional uma vez por semana
terapia da fala.
hipoterapia
natação
tem consultas nos hospitais
de Santa Maria
Sao Francisco Xavier
Estefânia
Instituto Gama Pinto
Centro de Reabilitação de Alcoitao
Hospital Pediátrico de Coimbra
D.Maria Pia
Hospital das Caldas da Rainha
Hospital Termal
Clínica do Montepio Rainha D.Leonor

passadas todos estes problemas...


Ficaram as sequelas do A.V.C.
o David ficou com uma hemiparesia do lado direito,que neste momento lhe atrofia sobretudo a perna,
Além disso o seu desenvolvimento psicomotor revela um atraso significativo em relação a crianças da sua idade.
O David tem ainda atrofia dos nervos
ópticos que faz com que tenha baixa visão,não estando ainda contabilizada

o David conseguiu...


Dia após dia sobreviver e após dois meses nos cuidados intensivos passou finalmente para cuidados intermédios,
tendo sido posteriormente transferido para o Hospital das Caldas da Rainha.
Aos quatro meses teve finalmente alta,
quando conseguiu adquirir autonomia suficiente para ser alimentado pelo biberão e deixar a sonda que o havia alimentado durante vários meses.
Neste momento o David tinha mais ou menos 2 kg e 3 gramas.
uma GRANDE vitoria para quem nasceu com 1kg 83gramas

a História do David


Depois de todos os problemas antes referidos,o David fez uma Colestase,uma hepatite,icterícia,um edema da córnea e uma Sepsis generalizada.o quadro da anemia também não era favorável e o David acabou por ter de levar quatro transfusões de sangue,Entretanto como a hemorragia cerebral ainda não estava controlada começou a fazer uma hidrocefalia devido à falta de espaço,para o liquido cerebral poder circular.O médico disse ao pai para se despedir do filho,pois no dia seguinte ele estaria na morgue,disse que não dava nada por ele

Foi decidido então fazer uma cesariana de emergência,
tinha o David idade gestacional de trinta semanas
.O David teve que ser imediatamente reanimado e ligado ao ventilador por não ter ainda autonomia suficiente para respirar.
Durante dois dias esteve ligado ao ventilador,mais três dias recebeu oxigénio,mas lutador como é,ao quinto dia já conseguia respirar sozinho
No entanto o médico não nos deu esperanças,pois o quadro clínico era muito difícil de superar

a Historia do David


Eu,estava grávida de seis meses quando tive um acidente de trabalho que me provocou um descolamento da placenta.Fui logo internada no Hospital das Caldas da Rainha.Após alguns dias,deixei de sentir o meu bebé.Alertei os médicos que fizeram uma ecografia ,onde descobriram que o bebé tinha sofrido um enfarte cerebral e tinha um derrame pleural,uma hemorragia gástrica e uma anemia muito grave devido a estar a perder sangue através das hemorragias.Além disso o bebé padecia também de insuficiência cardíaca e os batimentos cardíacos eram quase nulos